28ª DEZ MILHAS GAROTO - VITÓRIA ES - 03/09/2017

No último dia 03 de setembro, foi realizada em Vitória-ES a 28ª DEZ MILHAS DA GAROTO.
Já havia alguns anos que eu pretendia participar deste evento, o qual tem sua largada na Praia de Camburi, em Vitoria e a chegada é na fábrica da Garoto em Vila Velha.
Eu já conhecia alguns pontos por onde a corrida iria passar, pois felizmente já tive a oportunidade de participar por dois anos da Caminhada PASSOS DE ANCHIETA, a qual também tem inicio em Vitoria e passa por Vila Velha.
Eu e a Luisa viajamos na sexta feira pela manhã e o Carlos e a Maria Helena foram a tarde. Eu e a Luisa chegando ao hotel, logo fomos passear no Convento Nossa Sra. da Penha em Vila Velha, um lugar maravilhoso, no alto de um morro, literalmente no alto de uma pedra, oferecendo uma visão maravilhosa. Na nossa chegada em Vitoria, quando utilizamos ônibus do aeroporto até o hotel, já nos perguntaram se tínhamos ido para a corrida. Na nossa chegada ao hotel, mesma pergunta...rssss.  Ao nos dirigirmos para ir ao Convento, também fomos de ônibus,  ao entrarmos no ônibus e solicitarmos que nos avisasse quando fosse para descer próximo ao Convento, este com muita educação confirmou e rapidamente uma outra passageira nos deu outra alternativa para descermos que ficaria melhor ainda (do nada a moça se manifestou). Ao descermos no ponto, outra surpresa...um rapaz desce junto e conversa conosco mostrando o caminho de chegada ao convento

Com a chegada do Carlos e da Maria Helena a noite em Vitoria, fomos saborear uma gostosa pizza em uma região de barzinhos bem próxima do hotel e novamente o pessoal perguntando se tínhamos ido para a corrida...rsss
Sábado já cedo aquele gostoso café no hotel tendo a visão do mar pela frente. Logo partimos para Vila Velha para retirar os kits os quais foram entregues no estacionamento da fabrica da GAROTO em Vila Velha, também fomos de ônibus, porém antes iriamos novamente no Convento, onde agora iriamos levar o Carlos e a Maria Helena, e para chegar ao topo da pedra uma caminhada forçada subindo o morro através de um caminho feito por pedras.  Chegamos a tempo de ainda podermos participar de uma missa naquele local abençoado.
Descemos o morro, novamente pegamos ônibus e fomos para a Garoto e sempre o pessoal sendo muito prestativo, educado e mostrando o quanto a corrida agita as cidades.
Uma mega estrutura montada para entrega dos kits, até havendo prioridade para os "idosos"...rsss...o que facilitou para o Carlos...rsss. No local haviam algumas situações onde poderíamos tirar fotos, mas obrigatoriamente teríamos que estar com a camiseta oficial do corrida...e lá fomos nós.  Cada foto tirada, eramos recompensados com bombons..rsss
A loja da fabrica estava aberta ao publico, porém a fila era astronômica e não ficamos..rsss  
Após retirar os kits...resolvemos ir ao centro de Vitória, utilizando novamente onibus e tivemos que usar dois..rsss...(a Maria Helena e o Carlos nem se lembram quando foi que utilizaram tanto ônibus em um único dia..rsss) 
Passeamos no centro de Vitória com direito a assistir a chegada de uma noiva em uma igreja com uma "baita" limousine...rsss  Eu e o Carlos permanecemos com a camiseta oficial do evento no passeio e o carinho, a receptividade que tínhamos aonde passeávamos era algo que jamais presenciei nesses anos que participo de corridas. A população "VIVE" a corrida, abraça os corredores, trata a todos com muito respeito e com muita alegria.
Voltamos ao hotel...para variar ...de ônibus.
Chegou o domingo...aquele café gostoso no hotel...tendo na frente do hotel a visão maravilhosa do mar e estando a apenas 500 m da largada.  Os números dos atletas tinham cores diferentes que era o que determinava em qual local cada um deveria largar..muitos ônibus para guarda volume...mais uma mega estrutura montada tão somente para a largada. 
O Carlos carregando a faixa JACARÉ DE CONGA, a qual ele já tinha utilizado na São Silvestre o ano passado e algumas pessoas tiravam fotos dele e com ele, onde encontramos outras pessoas de SJP participando do evento
Pontualmente, as oito horas aconteceu a largada, e eu pela primeira vez levei comigo a câmera digital na corrida, pois não poderia deixar de fotografar alguns pontos por onde iriamos passar.  Mais de onze mil atletas, uma multidão percorrendo as ruas de Vitoria e logo vinha a terceira ponte, a qual acredito que tenha uns 5 km de distancia e a vista era maravilhosa, onde o sentido dos carros de Vitoria para Vila Velha, totalmente interditado, todas as faixas liberadas para os corredores, aquela vista fantástica de ver atletas bem longe na frente e olhando para trás ver que haviam também muitos. A visão do convento bem no alto do morro, olhando para a direita e para a esquerda a visão maravilhosa do mar.  Descendo a ponte chegando em Vila Velha haveria ainda mais 8 km de ruas a percorrer e outra emoção, que era percorrer as ruas e ter a população na rua, nas calçadas, aplaudindo, incentivando a todos os participantes. Passamos pela orla da Praia da Costa, em algumas ruas, onde haviam vários predios, haviam corredores feitos pelos moradores, o que só aumentava  a energia para concluir a prova. Na chegada outra mega estrutura, com muitas arquibancadas instaladas para o povo e uma verdadeira multidão na área de dispersão.  Havíamos combinado um local para nos encontrarmos após a prova, onde a Luisa, o Carlos e a Maria Helena tiveram que dar uma enorme volta para chegar, enquanto eu consegui voltar no sentido oposto da chegada, me "apertando" na multidão..rss
Uma prova fantástica, um sonho realizado e mais uma prova para o currículo.
Voltamos para o hotel, só que agora de táxi...rssss...um rápido almoço e seguimos para o aeroporto.......ahhh..e de ônibus de novo..kkk
Agradeço a DEUS por mais esta oportunidade, por tudo ter sido perfeito. Agradeço a Luisa, ao Carlos e a Maria Helena pela excelente companhia, onde sem duvida, aproveitamos muito bem e que venham as próximas.
VALEUUUUUUUUUUUUUUU   JACAREZADA.
FOTOS
 
Claudio Guras

2ª CAMINHADA DO MORRO AZUL - TIMBÓ SC - 27/08/2017


No último domingo de agosto foi realizada em Timbó-SC a 2ª caminhada MORRO AZUL, a qual faz parte do circuito Caminhadas da Natureza.

Tive a oportunidade de poder participar do evento na companhia da Maria Luisa e da Eliana.
Um percurso de 14 km no sistema bate volta, sendo que na ida praticamente o trecho todo em subida e coloca subida nisso, isso que no sábado dia 13 fizemos um treino na orla do Balneário, fizemos alguns quilômetros passeando na cidade...rsss...o que é comum para quem está com a Luisa...rsss
Uma manhã bem propicia para caminhadas, pois o tempo estava nublado. 
A estrutura do evento foi montada na Associação dos Moradores do Bairro São Roque em Timbó, com amplo estacionamento.
No ponto onde se fazia o retorno, no morro, outra estrutura montada, pois também havia na região uma corrida cross.
O percurso praticamente todo em estrada de chão, com algumas paisagens muito bonitas. No inicio da caminhada e em boa parte da IDA havia sempre um grande numero de pessoas no percurso, o que já não aconteceu na na volta, pois poderíamos voltar caminhando mas também havia a opção de almoçar no morro e ou voltar de ônibus da organização.
Retornamos de imediato caminhando e ao chegarmos  na associação, também ococrria um almoço festivo em homenagem ao rei e rainha da bocha, ( a festa existe, mas a bocha não existe mais..rsss)....onde pudemos almoçar e tivemos a companhia de um casal morador do local e que estava na comemoração, casal este muito simpático e alegre, com os quais conversamos muito e inclusive nos convidaram a hospedarmos na sua casa, caso queiramos estar na cidade novamente.
Após o almoço, um retorno tranquilo graças a DEUS em mais um final de semana abençoado
Agradeço a companhia da Luisa e da Eliana e além de participar do evento, apreciar mais paisagens maravilhosas da bela e SANTA CATARINA, poder ser testemunha de que existem PESSOAS fantásticas, simples e extremamente acolhedoras nos lugares por onde passamos...Que EXEMPLO de ser humano...senhor HORST MOHR...que aos nos convidar falou a seguinte frase..."o portão de minha casa pode estar fechado, mas nunca está cadeado para as pessoas de bem".......VALEUUU a caminhada.
Obrigado a Eliana e a Maria Luisa pela companhia desde sexta feira a tarde....e sempre agradecer a DEUS por tudo de maravilhoso que ELE nos concede.
VALEUUUUUUUUUUUUUUUUU

FOTOS 
Claudio Luiz Guras

CORRIDA DO DIA DOS PAIS - 13-08-2017 - SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

Neste domingo dia 13-08-2017 foi realizada a 2ª etapa do circuito de corrida de rua de SÃO JOSÉ DOS PINHAIS.
Eu não havia ainda decidido se iria participar do evento desde a abertura das inscrições, por razões particulares, o que acabei decidindo algumas semanas antes.
Já haviam na lista de inscrições mais de 40 JACARÉS e eu não tomava um rumo sobre o que fazer, na qual participar, após estar ciente de que poderia correr em uma delas, a Policia Militar onde haveria mais de 5000 participantes, o desafio INTER PRAIAS de 12 km em Balneário fazendo todo o percurso do INTER PRAIAS com aquelas subidas desafiadoras "passeando" pela orla naquelas vistas maravilhosas ou estar no reduto dos JACARÉS, correndo em casa, "desfilando" pelas ruas da cidade.
Após concluir a inscrição dos JACARÉS no inicio de JULHO, avisei ao SAMUEL de que provavelmente iria participar, mas nada de se inscrever...rsss...mas após isto coloquei a TODOS sobre a corrida KIDS que haveria no sábado e que poderia fazer as inscrições de quem talvez quisesse, e a surpresa foi grande pelo numero de solicitações para tal.
Ai não tinha mais retorno...rss...era essa mesmo, sem duvida, a de SJP....e de imediato fiz a inscrição da Luisa também. 
E foi ai que começou a se desenhar algo QUE EM ALGUM LUGAR alguém deve ter construído para mim e sou eternamente grato. Conversei com a LUISA sobre falar com a mãe do LORRAN, um dos alunos da ESCOLA ESPECIAL MADRE PAULINA, para ver se ela não traria ele para a corrida KIDS, pois ele já havia a alguns anos atrás ido participar da KIDS DA LUA CHEIA no parque TINGUI, sob a responsabilidade  da Celinha e nós (eu e a Luisa) sabíamos o quanto ele gostava de correr.  A Luisa somente mencionou para mim que logo seria o aniversário dele e que ele ficaria feliz em participar, mas quando fui "calcular" a idade do Lorran, veio a surpresa de que ele iria completar 18 anos e a data limite do KIDS era 15. De imediato avisei a Luisa de que se a mãe trouxesse ele no domingo eu iria inscrever ele e eu iria correr junto com ele.
A mãe concordou e lá fui eu fazer a inscrição dele, onde aqui agradeço ao SAMUEL que na hora que fui pagar a inscrição, me avisou para inscrever ele como PNE e que a inscrição não seria cobrada. (Que DEUS te abençoe sempre Samuel). Na escola, sabendo de que iria correr, o garoto todo dia estava eufórico, não vendo o dia de poder correr. Nesta correria quem quase ficou sem inscrição fui eu, pois nem havia percebido de que eu não havia feito a minha...rsssss
Com a confirmação de vários JACAREZINHOS inscritos na KIDS sábado, já fui instalar as tendas, e alguns apetrechos colocados a disposição dos mesmos e principalmente agua, o que devido ao sol forte, varias outras crianças vieram pedir se poderiam pegar...rsss.
ME perdoem, mas não vou dar nomes aos KIDS, porque com certeza, NÃO lembro o nome de todos.,,,rss   
Uma prova impecável, muito bem organizada, presença de grande numero de participantes, lotando o ginásio para as categorias de 100 m e 200 m, o que associado ao lançamento do projeto CIDADE ATIVA, CIDADE SAUDAVEL, trouxe mais publico ainda para o local.  Um grande número de pessoas assistindo as provas de 400 m, 600m e 1000 m na rua em frente ao ginásio.
Uma tarde de sábado abençoada e cheia de alegria com  os sorrisos, os choros estampados em muitas crianças...que passam a ter já uma noção de que a disciplina no esporte é um aprendizado para a vida, que a maior vitória é aprender o respeito, a convivência, e é fundamental na formação da personalidade e no caráter do ser humano no amanhã. 
Após um sábado maravilhoso, a expectativa para o DOMINGO, corrida dos PAIS, encontro com a JACAREZADA e aquele comprometimento em participar da prova nos 05 km com o Lorran. Nas conversas anteriores ao domingo, em que conversei com alguns sobre o fato, eu dizia..."o problema é o rapaz disparar e quem vai acabar quebrando sou eu..rssss".
Não vou esconder que acordei na madrugada, já para ir ao local levar os apetrechos preocupado com o que, e como, iria ser acompanhar o garoto. Tudo arrumado no local, o dia clareando, mostrando que seria mais um dia ensolarado, aos poucos um e outro JACARÉ chegando, um e outro atleta avulso ou de outra equipe que não instalou tenda, pedindo para deixar seus pertences nas nossas tendas, a hora passando e a expectativa aumentando.
Ele chegou com alguns minutos de antecedência, a Luisa colocou chip e o numero, ele já estava com a camiseta do Jacaré que já tinha sido entregue dias antes...e sinceramente não sei quem estava mais ansioso...eu, ele ou a mãe dele...rsss
A JACAREZADA em grande numero, foi dada a largada e eu segurei ele para esperar um pouco e sair mais atras.   E eu falei a ele para não disparar, para ir me acompanhando no meu ritmo, para ficar do meu lado, olhar sempre para frente e ver o que tinha pela frente, pois sabia o quanto ele tropeça nas próprias pernas..e a partir daí.....alguma coisa nos transformou....pois eu não percebi passar os 5 km...foi como se não tivesse corrido e nem caminhado.....mas simplesmente flutuado no trecho..não vi o tempo passar, não percebi as subidas, foi algo tão rápido, que de repente estávamos no portal de chegada. Ele foi praticamente o trecho todo, super obediente, determinado, onde o segurei no inicio para não disparar e em algumas esquinas tive que chamar a atenção dele pois ele facilmente se distraia com os guardas municipais...rssss...e no ponto de hidratação, não permiti que ele pegasse agua, pois ele vinha em um ritmo de quem já corre a muito tempo, em nenhum momento andou ou parou, sempre contente, feliz da vida e em uma reação espontânea faltando menos de um km, ele perguntava se iria ter medalha, como se entendesse corretamente o quanto já tinha percorrido e o quanto faltava para chegar. No percurso alguns JACARÉS e outros atletas passavam por nós e até passamos por alguns, onde eu cumprimentava e ele tomava a mesma atitude naturalmente...e quando perguntava a ele se estava tudo bem...ele dizia que sim e fazia a mesma pergunta.."e você, está bem?"....rssss
Ao chegarmos ao ginásio, entrando no portal a mãe dele o aguardava, e ele me abraçou por primeiro com muita força, e foi ai que senti o abraço do meu filho em mim.....e entendi porque tudo foi tão fácil, tão perfeito...e ele abraçou a sua mãe e ela ao me abraçar agradecendo, percebi que os seus olhos lacrimejavam e falei a ela que o LORRAN não era um filho especial e sim hiperespecial, ela que sempre foi e é uma mãe presente, dedicada e que sempre fez o melhor pelo Lorran, que tendo um pai distante (falando de distancia), mas que também sempre esta em contato com ele e vem visita-lo sempre, e que ele Lorran e o seu padrasto sempre estão em sintonia e se dão super bem.....são exemplos de que o AMOR não tem limite, distancia, barreiras e diferenças.
Após pegar sua medalha, pedi para a mãe aguardar pois haveria troféu para PNE, e isso eu não tinha contado a ele.  Entre uma entrega e outra de troféus, solicitei ao Samuel se poderia antecipar a dele, para ele ir embora, pois tinham outros compromissos e fui prontamente atendido....e a alegria do garoto era imensa...a emoção da mãe inexplicável....e a minha alegria e a da Luisa imensas....e após descer do palco e ver o quanto ele foi cumprimentado por vários conhecidos..já considerava o meu domingo quase perfeito...rsssss
Com a continuidade da premiação, chamaram o Aurélio para o pódio, depois a Maria Luisa, depois o Francisco Ferreira....e maior ainda a surpresa com a chamada para o terceiro lugar como maior equipe/assessoria....pois mesmo com a corrida da PM em Curitiba, haviam varias equipes tradicionais inscritas na corrida de SJP...e considerava o meu domingo quase MAIS perfeito...rssss
Me perdoem JACAREZADA, por falar só quase do LORRAN, mas foi uma experiencia recompensadora, foi algo gratificante, emocionante.
PARABENIZO A TODOS pela presença no evento, aos familiares que chegaram depois, a TODOS que desfilaram com o MANTO AZUL, que representaram MAIS UMA VEZ brilhantemente a EQUIPE, onde tive a alegria de ver sobrinhas e outros familiares participando tanto no sábado quanto no domingo.
AGRADEÇO aos que levaram as "guloseimas", aos que ajudaram na desmontagem das tendas, ao Edson da Assessocor que trouxe as mesmas, ao SAMUEL por ter cedido gratuitamente a inscrição do Lorran, por ter me avisado a colocar ele como PNE.
Duas situações mencionadas acima tenho que concluir...rsss..
- quanto ao meu domingo quase MAIS perfeito (mencionado quase no final do texto).....rsss...ERA DIA DOS PAIS, senti o abraço do meu filho no abraço do Lorran, mas faltava o abraço da minha filha, a qual estava representando a EQUIPE junto com mais alguns JACARÉS na corrida da PM em Curitiba, onde ela correu como MILITAR e a qual tenho o MAIOR ORGULHO....e ai sim depois de encontra-la e receber seu abraço meu DOMINGO foi perfeito.
- no inicio do texto mencionei "E foi ai que começou a se desenhar algo QUE EM ALGUM LUGAR alguém deve ter construído para mim e sou eternamente grato.".....só tenho a agradecer a DEUS...que desenhou e fez acontecer um FINAL DE SEMANA maravilhoso, que permitiu em algo tão simples, transformar um domingo não só de um garoto, não só de uma família, mas de muitas pessoas que conhecem o Lorran, que faz com que percebamos que as pessoas ESPECIAIS não tem que viver isoladas no seu mundo, que é possivel com gestos tão pequenos transformar a vida delas e fazer com que elas não só vivam uma vida normal, mas que façam parte do dia a dia de cada pessoa normal.  Agradecer a DEUS por me presentear com filhos maravilhosos, por ter colocado a Luisa no meu caminho e pelos AMIGOS que a cada dia se tornam mais importantes em nossas vidas e se surgir uma oportunidade de você fazer o BEM, não olhe e não se importe para QUEM, (isso tem um JACARÉ que me diz sempre..rsss)  pois DEUS nos recompensa e sou eternamente grato a ELE.

VALEUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU JACAREZADA.
SHOWZAÇO ...nesse final de semana.


CLAUDIO GURAS




PRIMEIRA MARATONA - SP City Marathon 2017 - 30/07/2017

Uma História de Superação
Nunca deixe que ninguém ou algum problema te impeça de alcançar algo na vida.
Lembro até hoje quando fiquei 3 anos com dores fortes no joelho esquerdo devido incidente em 2005. Nesta época trabalhei várias noites e madrugadas com dificuldade até para caminhar.
Felizmente Deus trabalhou minha vida e após mudança para Curitiba encontrei um especialista em medicina esportiva que operou meu joelho em 2008. Após um período de fisio e ganho de massa, cheguei aos 84kg e altos índices de colesterol e triglicérides. Depois de alguns sustos e puxões de orelha dos médicos, iniciei os treinos de corrida com a Connect Sports em abril de 2014.
Neste tempo quase desisti devido exames indicarem leve arritmia cardíaca e moradia na Romênia por 18 meses, porém a crença de que minha saúde seria importante para meu trabalho e que minha família precisa de mim assim como eu preciso dela, me fizeram persistir. Neste período, muitas pessoas me ajudaram e fazem parte desta história de superação. Obrigado a Deus pela minha fantástica esposa Lilian que me acompanha na jornada, aos amigos que fiz na Romênia, aos amigos das Equipes Connect Sports e Jacaré de Conga e todos amigos e familiares que me incentivaram.
No princípio tinha o objetivo apenas de controlar minha saúde, mas com o passar dos treinos a vontade de correr mais longe, em lugares diferentes e com pessoas diferentes me fez adquirir uma grande paixão pela corrida de rua.
42K, só os loucos sabem...
Sobre a prova - Durante a prova não tive problemas com bolhas, assaduras ou desconfortos, porém fui vencido pelas câimbras repentinas. Foi possível manter um ritmo confortável até km30 conforme planejado, mesmo nas subidas, porém no km 35,5 travei com câimbras fortes na panturrilha da perna esquerda e coxa da perna direita. Foi amenizado com gelo gentilmente fornecido por um voluntário que estava na distribuição de água da prova e consegui continuar correndo, porém voltou novamente com mais intensidade nas duas pernas no km 40 e felizmente uma corredora que acredito foi colocada ali pela minha querida Vó Hercília (ontem completou 1 ano do seu falecimento) me ajudou com um aerosol e creme para finalizar a prova com muito esforço e dores fortes.
O melhor de tudo estava no final, onde fui recepcionado pela minha família com muito carinho e depois ganhar um bolo de presente ao chegar em casa.

Em resumo foi muito bom e agora é trabalhar para a Maratona de Curitiba. 
Bora para o próximo desafio e sebo nas canelas!

Adalberto "Adalba" Camargo